sexta-feira, 18 de agosto de 2017

SUGESTÕES




QUESTÕES LABORAIS…

     Alandroal: Assinado acordo coletivo empregador público
O Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local e Regional (STAL) assinou ontem, dia 16, com a Câmara Municipal de Alandroal, um Acordo Coletivo Empregador Público (ACEP) . O acordo assinado garante aos trabalhadores o direito aos 25 dias úteis de férias e a consolidação das tolerâncias de ponto no dia de aniversário do trabalhador e no dia de carnaval.

DESPORTO

E O ALANDROAL?

TRISTEZA!

               Descobri esta foto no face do Fernando Pereirinha… Como ele diz:
                                                       «TUDO NASCE – TUDO MORRE»


quinta-feira, 17 de agosto de 2017

DA HISTÓRIA DE TERENA – FORAIS AFONSINOS

"Quando se encontra sem se procurar é porque já procurou muito antes de se encontrar."

Já tinha dezoito anos quando fui para o colégio Diogo Lopes Sequeira estudar.
O presidente da Junta de então, amante da história de Terena, hoje tão esquecida e maltratada pelo Poder Local, disse-me; (parece que o estou a ouvir neste momento)
- Tenho na Junta um documento que tu gostarias de ler, trago-o de lá uma tarde, tu copias e no outro dia de manhã vou lá pô-lo.
Assim sucedeu.
Tinha aquela idade e já entendia os perigos que daí podiam advir.
Um dia uma senhora que diziam que era americana, e que aqui viveu algum tempo, para estudo da história e dos costumes da Vila, e, estando eu cá de férias, pediu-me se sabia algo acerca da História da Vila de Terena.
Passei a Carta de Foral à máquina de escrever, no Ministério da Marinha, curiosamente em papel amarelo e enviei à senhora.
Penso que a terei utilizado, posteriormente, como consulta, o certo é que me esqueci onde a tinha arquivado.
Procurando outro documento encontrei-a e não pode deixar de a enviar para o blog, isto porquê?
Nalguns mandados camarários e este que decorre não foge à regra, fala-se ou melhor só se fala nos Forais Manuelinos e não nos Afonsinos.
Não consigo entender porquê, se estes são mais antigos e por ventura serão os originais.
Para os leitores que certamente como eu se interrogam aqui fica a Carta de Foral de Terena.
Obrigado por ter lido.
Hélder Salgado

Terena, 06-08-2017

DE APLAUDIR

Tutelado pelo Município de Montemor-o-Novo, MorBase é, não só, uma plataforma para o montemorense, mas também, uma ferramenta para o investigador e para o interessado no património móvel e imóvel, material e imaterial oriundo do concelho de Montemor-o-Novo.  
                     OFÍCIOS – PRODUÇÃO MORBASE
A mini série "Ofícios", composta por oito capítulos, é um retrato do saber fazer de algumas profissões tradicionais do concelho de Montemor-o-Novo.
(Al Tejo irá apresentar os vídeos, relativos a diversos ofícios à razão de 2 por semana)

FERREIRO

COSTUREIRA

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

REVISÃO DA MATÉRIA DADA


Desta vez foi o Diário de Notícias em artigo publicado ontem que relembra a                                                    história já conhecida de todos.

Uma presidente da câmara e dois ex-presidentes vão bater-se pela vitória no dia 1 de outubro. A candidata da CDU, Mariana Chilra, alega que pôs as contas em ordem na autarquia, que o PS tinha deixado em maus lençóis. O candidato socialista acusa-a de ter pouco trabalho para mostrar.
Leia clicando AQUI

É A VIDA...!!!!

 Durante esta semana os amantes da caça vão preparar o “material” para no Domingo darem início à “função”:

Até agora o alvo principal eram as:


Mas este ano há que acrescentar também a                                       Caça aos:
      Lá mais para Outubro Já vão poder caçar:


Mas nem todos vão caçar um:



DIREITO À OPINIÃO - Manuel Grilo

Caros e caras Alandroalenses,
Nasci e vivo no Concelho de Alandroal, e sempre fui PS , nunca fui militante nem a minha vida profissional me permite clubismos e associativismos, mas sempre votei PS e tenho o partido do grande Mário Soares como referencia, embora a minha opinião sobre o PS Alandroal seja diferente, pela má gestão que a concelhia lhe tem dado como se vê pelo estado em que o PS Alandroal se encontra, dividido e desacreditado.
Acontece aqui de tudo, desde militantes que concorrem contra o partido e por isso são expulsos como acontece em todo o lado, e que voltam para Sr. candidatos, coisa que só acontece no Alandroal que teima em ser diferente.
Tenho guardado religiosamente o comunicado do PS Alandroal onde refere que a escolha neste candidato, tem entre muitas coisas a ver por o Professor João Grilo ser um homem de consensos, um unificador, comunicado que foi colocado no Al TEJO, basta procurarem.
Tenho que dar razão na parte que toca a unificar, de facto é só alianças, só uniões, coisa de um unificador por excelência, como comprova a notícia de um jornal de há quase 8 anos, está o ex-autarca sempre disponível para uniões conforme o interesse do momento como podem ver abaixo*.

Aqui fica a minha simples e singela opinião para que cada um a julgue de sua justiça.
Manuel Grilo
Recebido via e-mail e confirmada identidade

* - Parte não publicada por envolver nomes sem ter sido solicitada a devida autorização.


segunda-feira, 14 de agosto de 2017

MAIS VALIAS DO ALANDROAL

            Crítica: vinhos Pontual à mesa e na garrafeira
Pontual Reserva regional alentejano tinto 2015
Encepamento de Alicante Bouschet (80%), Touriga Nacional (10%) e Syrah (10%). Tudo neste vinho foi pensado na lógica do envelhecimento equilibrado e é fácil adivinhar-lhe o melhor futuro. Belo vinho.
Classificação: 17,5
Preço: 11 euros

13/08/2017
Há qualquer coisa de universal no perfil dos vinhos alentejanos que agrada muito ao consumidor português, e faz a região ser ainda a preferida no nosso mercado. Responde no entanto por uma extensão muito vasta de vinhas, solos e climas. Os vinhos Pontual, do Alandroal, marcam a diferença.
Estamos no interior alentejano, onde já só vão os que querem mesmo ir. Os montados de sobro e azinho ponteados por olivais bonitos e românticos, montam um dos cenários mais exóticos do Alentejo mas que a canícula torna quase intransponíveis. Foi no entanto aqui que o enólogo Paolo Nigra, conhecedor profundo do Alentejo, Ribatejo, Lisboa e com vinhos feitos em praticamente todo o país, fundou em 2000 a PLC – Companhia de Vinhos do Alandroal, juntamente com dois sócios.
A marca principal é a Pontual e achámos que cerca de 15 anos após o lançamento do primeiro vinho estava na altura de aquilatar a força e a qualidade do projecto. Com Arinto, Roupeiro e Verdelho nas castas brancas, Touriga Nacional, Syrah, Trincadeira, Alicante Bouschet, Aragonês e Cabernet Sauvignon nas tintas, a cobertura de vinha estende-se por cerca de 100 hectares, solos principalmente xistosos entre Alandroal e Portalegre. O desafio enológico nestas paragens é conseguir frescura nos vinhos, ou seja, estrutura bem urdida, acidez afinada de acordo com ela e contenção alcoólica.
Hoje que já estamos a lutar com aspectos de aquecimento global que afectam muito a produção e qualidade dos nossos vinhos, o trabalho na vinha é fundamental e o enólogo é peça chave do êxito. Fomos encontrar vinhos de recorte moderno, a um tempo consensuais e diferentes, preparados para mostrar ao mundo o bom desempenho do vinho alentejano. Uma boa surpresa é o que espera quem se aproximar destas novas pérolas do grande e imenso Alentejo.
                                              OS VINHOS PONTUAL
São cinco os vinhos que compõem actualmente o portfólio Pontual, um branco e um tinto de lote, dois tintos varietais e um tinto reserva a encabeçar a gama. Característica comum a todos eles é o equilíbrio, a escolha cabe, como sempre, a cada um. Boas provas?

CRONICAS DE CINEMA - Por Egas Branco

                           Homenagem do Al Tejo a Domingos Maria Peças


 NA VIA LÁCTEA (On the Milky Road), de Emir Kusturica


Se dúvidas ainda houvesse sobre a grandeza deste cineasta o seu último filme, NA VIA LÁCTEA (ON THE MILKY ROAD) sobre o Amor em tempos de guerra, e a guerra neste caso é a da Bósnia, que ele viveu como ninguém, mostra uma vez mais que é um dos maiores contemporâneos.
Os crimes contra a Humanidade que as agressões à ex-Jugoslávia representaram, com o único objectivo de devolverem ao imperialismo norte-americano e aos interesses das grandes potências europeias, com a Alemanha à frente, o domínio dos Balcãs, custasse o que custasse e custou muitos milhares de vítimas em toda aquela zona. Relembro os heróicos concertos de música de Belgrado debaixo das balas assassinas da NATO. A coragem do povo jugoslavo não foi no entanto suficiente para derrotar a agressão imperialista.
Foi por acaso mas na hora em que via o filme e me impressionava com o sofrimento de um povo que ele relata, ia a enterrar um dos políticos com sérias responsabilidades nestes acontecimentos... e não deixei de pensar qual seria a sua reacção se fosse confrontado com a visão de uma obra de arte como esta. Teria ao menos uma réstea de consciência?
NA VIA LÁCTEA é mais uma obra profundamente humanista de Kusturica, mágica por vezes, comovente e alerta para os povos: "A guerra só vai parar quando o Big Brother for derrotado" ouve-se na inebriante canção do baile popular, em que a música de Kusturica e os seus músicos nos faz vibrar, com os seus acordes ciganos.
Um grande filme! Duvido sinceramente que vá conseguir ver melhor!
E diga-se ainda que Kusturica não conseguiria melhor para o papel da sua heroína que Monica Bellucci, "La Piu Bella" (Marino Marini), canta-se no filme!
Há também neste filme de Emir Kusturica algo de surpreendente, que é a participação dos animais, para além do Homem, (que é aliás o que se comporta pior... alguns!). Kusturica põe no genérico final (que é sempre bom ver até ao fim) o nome próprio dos animais que colaboraram na obra, como se de artistas humanos se tratasse (pelo que depreendi são na maior parte habitantes do zoo de Belgrado). 
Não deixem de ver porque é uma obra prima. Houve até um crítico que titulou magnificamente a sua crítica com "O Cinema é um Milagre", numa referência a outra inesquecível obra-prima deste grande realizador, "A Vida é um Milagre"!

Na foto Monica Bellushi com Emir Kusturica, que escreveu o argumento, realizou e interpretou. E claro, grande parte da música é da sua famosa banda.

Egas Branco




JÁ DISPONÍVEL A "FOLHA DE MONTEMOR"


RECEBIDO COM PEDIDO DIVULGAÇÃO



NÃO SERIA UMA BOA IDÉIA TÊ-LOS COMO ANIMAÇÂO DE RUA PELAS NOSSAS FESTAS? – NÃO DEVERIA PESAR                              MUITO NO ORÇAMENTO! (DIGO EU! …)