segunda-feira, 30 de abril de 2018

VALORIZAR "OS NOSSOS"

Dia 05 de maio, o "Amparo Literário - Sarau Simpósio de Artes Integradas", em parceria com os projetos "Arte Em Movimento" e "Afro Zép", vai estar na Chácara Silvestre, em São Bernardo do Campo, para participar da "Primeira Amostra Nacional de Cordel Assis Oderan". E entre os ilustres convidados do Amparo Literário está o poeta português Carlos Camões Galhardas. Nascido na vila do Alandroal, distrito de Évora, região do Alto Alentejo de Portugal, a 14 de Março de 1960, sem obra literária publicada, Galhardas escreve poesia como hobby desde muito cedo. Galhardas já participou do concurso de poesia «Actor Mário Viegas 2007/2008», do "Fórum Cultural de Santarém", em Portugal. 
A sua poesia engloba a quadra popular de crítica social e política, o conto poético descritivo, os poemas de alma e amor, da vida e da morte, bem como uma experiência mais recente pelas décimas populares com trabalhos apresentados em Mostras organizadas pela Câmara Municipal de Alandroal, muito típicas desta região alentejana onde o poeta se insere. 
É administrador do blogue Poet’anarquista - «Amigos d’Arte» (
wwwpoetanarquista.blogspot.com), um espaço de cultura especialmente dedicado à literatura universal, onde constam algumas das suas poesias assinadas com distintos pseudónimos (Matias José, Manel d‘ Sousa, Manuel Matias, POETA, Ateop e Poeta Vadio), bem como a divulgação das mais variadas formas de arte de todo o mundo. 
- Dia 05 de maio no Amparo Literário.

9 comentários:

Anónimo disse...


Cada vez sinto mais Orgulho em ser ALANDROALENSE, CARO CONTERRÂNEO
CARLOS CAMÕES GALHARDAS !!!

FOI COM ENORME SATISFAÇÃO QUE LI ESTA POSTAGEM !!!

Uma Admiradora da SUA POESIA !!!...

Anónimo disse...

Bem representados, não podia ser melhor.

Muitos parabéns, por tudo.....

Anónimo disse...


P.S. Aqui...

- Francis Goya - Concerto pour une voix

Anónimo disse...

Muitos parabéns ao nosso amigo poeta!

Helder Salgado disse...

Merecidíssimo destaque para o "Cabé" que assim dá continuidade familiar, na poesia, sobretudo ao pai, outro poeta de excelência. Parabéns. "Cabé"
Helder

Anónimo disse...

5*****ESTRELAS MANUEL MATIAS.....

MUITO ORGULHOSA!!!!!

Anónimo disse...

No ponto, Cabé!

um amigo

Anónimo disse...


Só é pena que, em primeiríssimo lugar, não tivesse tido esse
reconhecimento onde deveria ter tido...
Prova provada, que aos olhos dos avaliadores, não foi perceptível
o seu valor!... É o habitual. Já é tempo de reavaliarem as suas
capacidades, e, se for caso disso, deixarem o lugar vago.
Eu, no caso, ficaria com muita vergonha... É uma tristeza...
Já é mais que tempo de alterarem muita coisa, sob pena de lhes
ser passado atestado de .............
Peço desculpa, mas desde que não se ofenda, há que dizer estas
verdades.

Anónimo disse...

Sobre este último comentário, era escusado ter entrado neste espaço onde se enaltece a poesia e um poeta da nossa terra. Tenho a certeza absoluta que o o nosso amigo não aprovaria este tipo de comentário envenenado. Para o poeta, aquele abraço!