domingo, 19 de fevereiro de 2017

LUTAR PELO QUE NOS É DEVIDO E A QUE TEMOS DIREITO

O Presidente do Concelho Directivo do Agrupamento de Escolas do Alandroal e também deputado da Assembleia Municipal do Alandroal, Tomé Laranjinho, referindo–se concretamente à Escola Básica Diogo Lopes de Sequeira, endereçou a seguinte carta aos Deputados da Assembleia da Republica, eleitos pelo Distrito de Évora, que nos permitimos transcrever na integra.

Caros Deputados Eleitos pelo Círculo de Évora
António Costa da Silva
João Oliveira 
Norberto Patinho
Gosto de vos ver defender o nosso Distrito, pois foi para isso que foram eleitos, mas gostava de vos dizer que o Distrito é composto por 14 Concelhos e não só por Évora e mais um ou dois. 
O concelho do Alandroal é um desses 14. Gostava de vos ver aos 3 a defender a necessidade urgente que existe em concluir a Escola Básica Diogo Lopes de Sequeira em Alandroal – Escola sede do Agrupamento de Escolas de Alandroal.
A obra da responsabilidade do Ministério da Educação ficou incompleta por abandono do empreiteiro em 2009, após 8 anos nada foi feito para a concluir. 
Os alunos vivem num espaço exíguo, separado por chapas amarelas entre a parte concluída e os restos da obra.
O pavilhão Gimnodesportivo que constava da obra, nem sombras dele.
A prática da educação física que tanta falta faz aos nossos jovens, só acontece quando o tempo o permite. 
O acesso às instalações da escola, cargas e descargas entre outros, só se faz pelo único local existente de acesso ao interior da escola, a portaria.
Todos nós Alandroalenses, agradecíamos os vossos esforços junto da Assembleia da Republica e do Governo, para que a obra da escola do Alandroal deixe de ser uma miragem e passe a ser uma realidade.
Cumprimentos
Tomé Laranjinho


P.S – Posteriormente tivemos conhecimento que o Deputado António Costa da Silva respondeu ao apelo e estará presente Segunda-feira pelas 16,30 na Escola.


3 comentários:

Anónimo disse...

Fez muito bem em ter escrito a carta, mas pelo que se vai vendo em situações semelhantes por todo o País, é que por esta via nada se consegue, esta gente tem sempre muito que fazer. Aconselho o Sr. Tomé Laranjinho a ir ás televisões para que alguma ou algumas divulguem o caso e assim pode ser que por vergonha os políticos e governantes façam alguma coisa.

Carlos Tavares

Anónimo disse...



OBS.


Dado que a situação é a que está à vista e o problema se vem arrastando há anos, só há uma coisa a fazer: denunciar em todos sítios possíveis o que se vem passando na Escola.Denunciar e exigir uma solução.

Pode ser que Alguém repare e tome (e ajude) nas Iniciativas que forem

entretanto necessárias.Como parece que já está a acontecer.

Assim não. O Sr. Deputado Tomé Laranjinho levantou uma vez mais ( e bem) o problema até porque este ano parece ser uma boa oportunidade para resolver uma má finalização tão antiga quanto a própria Escola.

HAJA QUEM!


Com os melhores cumprimentos


Antonio Neves Berbem

Francisco Tata disse...

Vamos lá ver se nos entendemos:
A postagem dá conhecimento de uma iniciativa levada a cabo para que se cumpra o desde há muito prometido, e que por motivos vários tem sido adiado com grande prejuízo para os alunos do Alandroal.
Há locais certos e meios legais para tecer juízos de valor, e denunciar actos que possam não ser do agrado se todos. Não é, nem será nunca, que aqui neste espaço, a coberto do cobarde anonimato se dê guarida a pretensas denuncias.
Administrador