terça-feira, 11 de julho de 2017

O JEREMIAS RECORDA…

Depois de ter falado da mais prestigiada Orquestra (BASS) da nossa vila, hoje partilho fotos e alguma informação de uma outra Orquestra contemporânea da BASS, chamada UNIÃO JAZZ ALANDROALENSE.
Segundo alguns testemunhos esta foi criada com intenção de “competir” com a BASS mas parece que não chegou a atingir o mesmo patamar da sua “concorrente”.

O grupo era formado pelos seguintes elementos: Francisco Mira (Clarinete), Alexandre Recto (Trompete), Salvador Colunas (Bateria), Salvador “Padoka” (Trombone), Crispim (Saxofone) e o Cartuxo (Saxofone).
A. Jeremias
E...
Se o Jeremias me permite eu acrescento que com todos estes elementos eu privei em especial com o Srº Alexandre Recto, companheiro de várias "lutas", mas principalmente com o Cartucho (João Baptista de seu nome), casado com minha tia Maria Jacinta (99 anos e ainda muito lucida). O Cartucho era, o que se poderia com muita propriedade, chamar um "bon vivant". Está sepultado na Póvoa de Santa Iria, terra para onde migrou e onde logo que chegou fez parte de várias orquestras  da várias Bandas Filarmónicas. Em festas famliares fazia-se acompanhar sempre do seu saxofone e do banjo, proporcionando-nos sempre com a sua musica momentos de muito boa disposição.
A morte não lhe permitiu tal como era seu desejo passar a sua velhice no Alandroal, onde chegou a ter casa alugada,mas da qual nunca usufruiu.
Descanse em Paz Tio Cartucho.
 F. Tátá

1 comentário:

José Crispim disse...

cheguei ao vosso blog por mero acaso.
O "Crispim" mencionado (saxofone) é o meu pai que faleceu em Março de 2006 no Barreiro. Está sepultado no cemitério de Santo antónio no Barreiro.
Cumprimentos
José Crispim
jjrcrispim@gmail.com