sexta-feira, 4 de setembro de 2015

2ª NOITE NA FEIRA DA LUZ 2015 - MONTEMOR

      Uma vez por ano o comboio chega a Montemor … destino: Feira da Luz.


                   TEMPO PARA VISITAR A EXPOSIÇÃO 100 ANOS DE DESPORTO EM MONTEMOR


A MÚSICA TREPIDANTE E BEM EXECUTADA DOS “TERRAKOTA” AQUECERAM A NOITE                                         FRIA QUE SE FAZIA SENTIR - (GRANDE CONCERTO)


                                      O “BRILHOLITO” DA ORDEM E CAMA QUE LOGO HÁ FADO


5 comentários:

Anónimo disse...

Só coisas boas aí por Montemor, com a qualidade de aquecerem as noites, sorte a tua que aí vives e tens uma excelente oferta cultural todo o ano, é caso para dizer, Viva a CDU.
Por aqui esta CDU é outra, são diferentes os gostos culturais e a capacidade de fazer. Na verdade não temos quem aqueça noites ou o que quer que seja, pode ser que os espectáculos pimbas de amanhã tragam umas raparigas bonitas e consigam com isso aquecer algumas mentes entre outras coisas, não vai ser por falta de quantidade,já a falta de qualidade não é admissível e denota falta de muita coisa de quem nos governa. Para quem diz a toda a hora que não há dinheiro, termos dois espectáculos numa só noite,não se entende, não bate a bota com a perdigota.

Por aqui as noites estão frias e pela excelente oferta que aí vem ainda vão ficar com a temperatura mais baixa.

Pobre Alandroal.

Boas festas Xico e desculpa o desabafo, já pareço a Presidente do Alandroal com tanta queixa, a coisa é contagiosa.

Anónimo disse...

De facto uma vergonha, nunca se viu coisa tão má e deprimente no Alandroal.
A Sra. Presidente devia era queixar-se de si própria, da sua total falta de visão e competência para o cargo que ocupa.

Anónimo disse...

Ó Xico!
A tua cara não engana...
Estás apreensivo e denotas uma certa insatisfação.
Não me digas que resulta das diferenças de gosto, completamente opostas que existem entre, aqui, e aí?
Olha, bom apetite para o "brinhol"!!!

Francisco Tata disse...

Oh amigo
Felicito-te pela tua perspicácia. Na verdade nunca se me ausentou do pensamento a diferença do que ia vendo por aqui e aquilo que calculava se ia passando nas Festas da minha verdadeira tera-mãe, que posterormente vinha a confirmar pelos muitos comentários que me iam chegando. Talvez dai a minha "cara de apreensão". E mais apreensivo estou agora depois do que vi (e que não irei deixar passar em balde) ontem quando ai me desloquei.

Anónimo disse...

"Não me digas que resulta das diferenças de gosto, completamente opostas que existem entre, aqui, e aí? "

Temos que parar de ser politicamente correctos e começar a chamar as coisas pelo próprio nome.
O problema aqui é bem mais grave e mais profundo que a questão do gosto, é mesmo uma questão de cultura, ou seja, a total falta dela.
É de facto coisa que não se compra ou se pode adquirir por posição ou estatuto, ou se tem ou não.
O mais grave é que quando a não se tem não há como disfarçar é transparente como a água, é como o algodão, não engana.