terça-feira, 18 de agosto de 2015

INOVAR É PRECISO

A Festa de Setembro foi, é, e continuará a ser, em Honra da nossa Padroeira,  Nª Sª da Conceição.
Nunca, mas mesmo nunca podemos deixar de prestar homenagem a quem lá do Alto vela pelo destino de todos nós Alandroalenses.
Tem o seu ponto alto na Procissão que se realiza no Domingo de Festa, e na Missa Solene que a antecede.
Se nos agrada sobremaneira a ornamentação à base de flores naturais que embelezam a nossa Igreja Matriz de há dois anos para cá em especial o Altar Mor
não deixa de nos causar uma certa desilusão a pouca inovação que observamos na Solene Missa  em sua honra e que nos tempos actuais se impõe.
 Recordamos quando a Mesma era acompanhada pela Banda, por um Coro e os acordes afinados do Órgão .
Vem tudo isto a propósito porque no passado Domingo e incluída nas Festas de Cabrela, curiosamente também em honra de Nª Sª da Conceição, foi-nos dado assistir numa Igreja e Adro completamente cheios, a uma MISSA FADISTA.




Não seria possível a quem responsável pela parte religiosa das nossas festas, fazer algo semelhante?
Seria bonito e inovador e por certo os fiéis iriam gostar.
Chico Manuel


15 comentários:

Anónimo disse...

Ó Francisco, com todo o respeito, eu sei que vives numa terra onde há cultura, onde a mesma é uma prioridade para o Município e onde há muito estão insntalados hábitos culturais nas pessoas, mas aqui meu amigo a coisa é muito diferente, as pessoas não tem hábitos de cultura e só gostam de porcaria, do tipo daquelas pimbalhadas que se vêm todos os dias na televisão e que por cá foi um êxito.
Inovar, por exemplo uma missa com fado, ou musica clássica, ou jazz, ou cante alentejano é coisa para outras terras, aqui a inovar seria uma missa com um pimba a cantar e com umas coristas a fazerem passinhos de dança no altar.

Vives noutro mundo e ainda bem,ainda se fez por aqui qualquer coisa no abrir horizontes diferentes ás pessoas e a ser oferecida cultura com regularidade e de qualidade, mas foi sol de pouca dura, logo vieram uns inteligentes que com tudo acabaram, mas que em sua substituição criaram uma coisa a que chamaram nunca visto e conseguido, ou seja criaram uma pouca de mmmmmmm que ainda dura o mau cheiro nos dias de hoje, esses também mudaram e inovaram e de que maneira.

É só gente inteligente e grandes governantes nesta terra, e a saga continua.

Uma boa tarde para ti e para os teus.

Francisco Tata disse...

Oh amigo... tambem não é tanto assim.
Eu apenas tentei dar uma sugestão a quem responsável pela parte religiosa que organiza as Cerimónias, de inovar, no intuito de captar mais Fiéis. Até porque já tivemos no Alandroal Padres responsáveis por muitas iniciativas culturais.
Lembra-se do Jornal Boa Nova? Lembra-se de um cortejo do Traje, de Cortejos de Oferendas?
Lá porque tivemos o Baião aos pulos, os playback dos cantarristas e as garinas a mostrar as febras, tambem já tivemos musica classica, orquestra sinfonica. Não vamos misturar as coisas!
Chico Manuel

























Anónimo disse...

Já tivemos muita coisa , mas agora não temos, isto não é misturar nada é falar a verdade.

Anónimo disse...

Blogger Francisco Tata disse...
Oh amigo... tambem não é tanto assim.



"Vives noutro mundo e ainda bem,ainda se fez por aqui qualquer coisa no abrir horizontes diferentes ás pessoas e a ser oferecida cultura com regularidade e de qualidade, mas foi sol de pouca dura, logo vieram uns inteligentes que com tudo acabaram, mas que em sua substituição criaram uma coisa a que chamaram nunca visto e conseguido, ou seja criaram uma pouca de mmmmmmm que ainda dura o mau cheiro nos dias de hoje, esses também mudaram e inovaram e de que maneira.

É só gente inteligente e grandes governantes nesta terra, e a saga continua.

Uma boa tarde para ti e para os teus.

18 agosto, 2015 18:18 "




Em que ficamos Sr. Xico Manuel, o que o comentador de 18 de agosto das 18, 18 aqui escreveu, foi e é verdade, ou diz alguma mentira neste bocadinho de texto que aqui reponho??????????

É que já li por várias vezes o Sr, Francisco a defender o que um amigo comum aqui fez durante dois anos a nível cultural, não o defendo por ser amigo, defendo pelo trabalho que fez no Alandroal. É que li comentários escritos por si a comentar e a criticar a forma como terminaram um trabalho que, independentemente de quem estava no poder, era bem feito e aplaudido e reconhecido por muita gente, até fora do Concelho, como o Francisco sabe.

Como ficamos Sr. Francisco, era e foi assim, ou não ?
Já mudou de ideias ?
Ou quando diz que não é bem assim apenas se refere a metade do comentário do comentador?

Francisco Tata disse...

Já reparou que não fui eu que começou a misturar as coisas?
O que eu escrevi no texto que assinei e como tal assumi inteira responsabilidade, dizia apenas respeito a inovar na parte religiosa.
Depois quem, a coberto de anonimato, foi buscar outros espectáculos que nada têm a ver com Missas ou Religião, foi o comentarista que inclusive fazia uma comparação de toda descabida e a despropósito com musicas chamadas pimba.
Face a isto apenas relembrei que tambem já no Alandroal houve espectáculos de outro nivel. Não apontei nomes, não apontei falhas, não politizei a questão.
Porque me merece muito respeito tudo o que gira à volta da Fé Cristã, porque sou acérrimo defensor de não misturar politica com religião... da minha parte o assunto está encerrado.
Chico Manuel

Anónimo disse...

O grande problema do Alandroal é as pessoas andarem viradas de costas umas para as outras.
Os Executivos Camarários tem que governar de igual modo para todos os seus Munícipes e tratarem todos de forma igual, os que são a favor e os que são contra, vivemos numa democracia e temos que saber viver e respeitar a liberdade de escolha de cada um.
Por aqui é tudo palmadas nas costas e depois morder por trás, não há uma boa relação e entre ajuda, por exemplo entre o executivo camarário e a igreja, e depois, o que devia funcionar se houvesse união de esforços entre todos, não acontece.
Perde toda a gente e o nosso Concelho com essa divisão que cada vez mais se acentua, e desta forma não vamos a lado nenhum.

Reformado

Anónimo disse...

Excelente comentário o do Sr., Reformado.
Mas cá está, não vale a pena tentar tapar o sol com a peneira porque a verdade é como azeite, vem sempre acima.
Lá diz o ditado que todos os caminhos vão dar a Roma, é como as conversas, algumas por mais voltas que se lhes queira dar e evitar, acabam por bater em certos pontos por mais que não se queira.
Deixemos lá a politica e falemos apenas de atitudes.
Como diz o COMENTADOR Reformado e bem, anda por aqui muito ódio e muita divisão e até senhores que eram contra estes ódios divisionistas e que os prometeram mudar, mas depois, as atitudes, mostraram que afinal vieram para fazer do mesmo, ou pior.
Não foram bonitas as atitudes que certo governante teve em relação a muita gente, como ao tal Sr. que fez uma cultura de facto nunca vista por cá, foram atitudes condenáveis por toda a gente e que ficaram mal a quem as praticou.
Parece que há medo em chamar as coisas pelos próprios nomes e que se evita falar e relembrar só porque é incómodo. Foi e ainda é por esse estigma que se continua a abafar casos como violência domestica, abusos a crianças de diversas formas, etc., etc. Tem que se combater as atitudes negativas, feias e más, seja de quem for, e há que falar e relembrar, sempre e o mais possível estas coisas, para que quem as praticou se lembre do que fez e não o volte a fazer e para desencorajar os que fazem igual.



E por aqui me fico.

Anónimo disse...

Amigo Chico não podemos deixar de falar dos foguetes! Esses que deixaram de entoar na NOSSA festa que marcava o inicio e o fim do acontecimento!


rute

Francisco Tata disse...

Olá Rute!
Olha que no ano passado já houve foguetes. É certo que não como antigamente, mas lá que houve...houve.
Muito aqui se apelou pela retoma dessa tradição. e pelos vistos algo se conseguiu.
Se tudo correr como penso Sábado de Festa lá estamos a cumprir a tradição
Um beijinho para ti
Chico

Anónimo disse...

Sobre foguetes...

Vejam o que se encontra LEGISLADO...desde à muitos anos, sobre a utilização de foguetes em eventos festivos.

SIC

Anónimo disse...

Sobre foguetes vejamos a factura que a câmara está a pagar pelos mesmos.Foi bonita á festa pá ...e agora pagamos todos em sua casa come lagosta todos os dias??Certamente que não porque não tem possibilidades para isso porque caras de agua há-de uma câmara (leia-se executivo) fazer grandes festas e depois deixar a conta para outros pagarem?? A isso chama-se mau governo já diziam os antigos agora na novilingua não se como lhe chamam se calhar boa gestão.
Boas Festas

Anónimo disse...

Vejam o que se encontra LEGISLADO...desde à muitos anos, sobre a utilização de foguetes em eventos festivos.

SIC

19 agosto, 2015 23:19


OLHA AGORA A DESCULPA ATÉ PARECE QUE POR ESTE PORTUGAL NÃO HÁ FESTAS E ROMARIAS E OS FOGUETES NÃO CONTINUAM A BOMBAR.
ISTO É GENTE MUITO CUMPRIDORA DA REGRAS POR ISSO É QUE NÃO FAZEM NADA.
TEM SEMPRE QUE TER UMA DESCULPA PARA NÃO FAZER, VÁ LÁ, DESTA VEZ A CULPA DE NÃO HAVER FOGUETES OU DE HAVER POUCOS NÃO É DO FAM.

Anónimo disse...


" porque caras de agua há-de uma câmara (leia-se executivo) fazer grandes festas"


Pelos vistos faz, só que mal, com escolhas erradas e com gosto duvidoso, ou só porque são pimbas são baratos ou vem de borla?????
Se não há dinheiro???? pode o comentador explicar porque é que no sábado temos dois espetáculos e não só um????????
E ainda por cima os dois pimbalhadas com bailarinas a mostrar o corpinho e lixo musical, podiam pelo menos trazer um espectáculo pimba e outro que não, sei lá um fadista, uma banda pop, um grupo de musica popular portuguesa, qualquer coisa que não fosse igual, ou então em vez destas duas tretas, para não lhe chamar o que devia, um só espectáculo, mas digno.

Dois espectáculos numa só noite e com gente importante que aparece na televisão só para Municípios com dinheiro.

Perdeu uma boa ocasião para estar calado.

Anónimo disse...

De fato continuam a fazer-se festas com ribombar de foguetes (melhor escrito é RIBOMBAR).

Consultando algumas estatísticas são a causa de muitos incêndios.

SIC

Anónimo disse...

O amigo SIC deve ser bombeiro, só fala em incêndios, deixe lá vir os foguetes que festa sem foguetes não presta e a festa já é tão fraquinha, sem foguetes não é festa nem é nada.

Deixe lá que a ver pela falta de dinheiro devem ser só meia dúzia de foguetes e os Excelentes bombeiros do Alandroal dão conta do recado.

O pior é se a nossa Presidente entende gastar a sério como no programa de televisão e faz do Alandroal a meca do fogo de artificio, dali nunca se sabe o que aí pode vir.

BOAS FESTAS