domingo, 2 de agosto de 2015

A NOSTALGIA DO MATIAS JOSÉ

Pelo muito que devo à D. Antónia (minha Professora na primária), pelas histórias vividas pelo   Sr. Manuel Biga (ainda hoje relembradas), pela amizade que me liga aos  seus netos e netas, transcrevo a homenagem prestada pelo seu neto Cabé aos seus avós  maternos:

                                             Recordando meus Avós Maternos 

                                                      Guardo eterna gratidão 
                                                      Dos meus avós, gente amiga... 
                                                      Antónia Cardoso na educação, 
                                                      Amigo dos netos Manuel Biga! 

Matias José 

                                                               A VOLTA DE MOTA 

                                                         Em outro tempo, num certo dia 
                                                         Quis Manel Biga andar de mota… 
                                                         Tinha na ideia dar uma volta, 
                                                         E ver como a dita desenvolvia. 

                                                         Foi assim que tudo começou 
                                                         Num certo dia, em outro tempo, 
                                                         Manel Biga não mais parou 
                                                         Com o seu novo passatempo. 

                                                         Fazem-se horas pra ir almoçar, 
                                                         E diz Antónia da sua varanda: 
                                                         Manel, então não pensas parar?... 

                                                          Vou dar mais uma volta redonda 
                                                          Até o combustível se acabar… 
                                                          Não faço ideia como ela abranda! 

          Matias José 

Manuel de Sousa Biga - Antónia Cardoso Biga num dos primeiros automóveis no Alandroal


6 comentários:

Helder disse...


Este poema fez-me "viajar" até à minha infancia. Recordo-me de três e, julgo serem as primeiras viaturas que pisaram o solo do Concelho.
A primeira foi a do senhor M Biga, duas do Dr. Joaquim Cardoso Galhardas.uma um Ford, com estribos - uma curiosidade num jogo de futebol Terena-Mentejuntos este carro transportou quase toda a equipa numa viagem -
a outra era um carro de dois lugares, que tinha tanto de avançado para a frente como para trás. Como o dr. Galhardas era um homem basto, o carro ia sempre de lado.
Da imfancia à adolescência vai um pulo e nova "viajem" com outra recordação.

Fez-me recordar o colégio
por um motivo orgulhoso
como professora, meu previlégio
A dona Antónia Cardoso.

Obrigado, amigo por esta recordação.
Helder

Anónimo disse...

Antónia da Conceição Cardoso Biga... assim é que está certo.

Onde é que foste buscar o Camões Galhardas?

Francisco Tata disse...

Tem o meu amigo toda a razão. Já passaram 62 anos...
Obrigado. Vou corrigir

Anónimo disse...

Como peixe na água estas histórias contadas em poesia pelo nosso amigo Matias José. Muito obrigado por me fazer recordar pessoas que não se esquecem, como é o caso do senhor Manuel Biga e sua esposa, a professora D. Antónia.

Excelente!

Anónimo disse...

Boas recordações// quadra e soneto 5 estrelas!!!!!

Anónimo disse...

A poesia é de facto uma coisa maravilhosa quando bem construída.

Muitos parabéns ao autor.