terça-feira, 12 de maio de 2015

MERECIDA HOMENAGEM


Desde o inicio e em homenagem ao Senhor Domingos Peças, o Al Tejo,  por nosso intermédio e de vários colaboradores, criou a rubrica «Cine Clube Domingos Maria Peças».
Rubrica que, pelo que se deduz do seu conteúdo, pretende homenagear um homem que nos anos 50/60, proporcionava noites de cultura e divertimento trazendo até ao Alandroal as últimas novidades cinematográficas da altura.
Em sinal de reconhecimento pelo seu trabalho e por tudo o que representou para a divulgação cultural nas mais recônditas localidades, resolveu a Autarquia da terra que o viu nascer e em colaboração com os seus familiares, quando se assinalam 100 anos do seu nascimento, prestar-lhe justa homenagem.
Agradecemos o convite que nos foi endereçado, e associamo-nos a esta justíssima homenagem.

16 de Maio - 2015
Homenagem Póstuma
a
Domingos Maria Peças - “Banana”
(1915 / 2015 – 100 anos após o seu nascimento)
Mais de cinquenta anos dedicado ao cinema ambulante…

PROGRAMA:
11.00 Horas – Sessão Solene de Homenagem a Domingos Maria Peças – “Banana”, pelo Município de Monforte
Local: Salão Nobre dos Paços do Concelho
12.00 Horas – Inauguração da Exposição “O Cinema do Banana”
Local: Galeria Municipal de Monforte
13.00 Horas - Almoço de confraternização
(inscrições no Posto de Turismo de Monforte – 245 578 067 – (10.00 €)

Local: Pavilhão Gimnodesportivo
16.00 Horas – Matiné de Cinema com o filme antigo em 35 mm - “Amália – O Filme”
(Graciosamente cedido pela “Valentim de Carvalho”)

Local: Sociedade Filarmónica “Os Encarnados”
19.0 0 Horas – Missa em memória do homenageado


Se nos é permitido aqui fica a sugestão de um contacto por parte dos responsáveis Autárquicos com o pelouro da cultura da C.M.A., para que numa simples mensagem possam testemunhar o reconhecimento ao homem que anos a fio contribuiu para um Alandroal menos cinzento.




11 comentários:

Anónimo disse...

Não poderia estar mais de acordo com esta homenagem.
Os meus parabéns à autarquia de Monforte, aos familiares do Sr. Domingos Maria Peças, e no geral, a todos os que se empenharam nesta homenagem.
O meu agradecimento vai também para o AL Tejo que, desde sempre, deixou bem presente a admiração por este homem.

No início do século vinte, aquando dos primórdios do cinema, os homens e mulheres que primeiro se dedicaram a esta arte, foram alcunhados de "fazedores de sonhos".
Pois bem, o Sr. Domingos Maria Peças, meio século depois, por volta de 1950, também me mereceu a mesma alcunha, pois mostrou-me que havia mais mundo para além da Casa da Mala.
Bem-Haja a sua memória.

Um Admirador

ARTEMISO PEÇAS disse...

UM MUITO OBRIGADO AO ANÓNIMO DESTE COMENTÁRIO REFRENTE AO MEU QUERIDO PAI.

ARTEMISO pEÇAS

ARTEMISO PEÇAS disse...

UM MUITO OBRIGADO AO ANÓNIMO DESTE COMENTÁRIO REFERENTE AO MEU QUERIDO PAI ASSIM COMO A TODOS OS SEGUIDORES DO BLOG AL-TEJO EM PARTICULAR O SR. FERNANDO TATA E A POPULAÇÃO DA BONITA VILA DO ALANDROAL.

BEM HAJAM

ARTEMISO PEÇAS

( um dos 9 filhos )

Anónimo disse...

Xico falas no pelouro da cultura da câmara, isto anda mesmo ao sabor do vento, ninguém sabe o que anda a fazer.

O concelho está parado, na cultura e em tudo. Estamos a andar para trás

Anónimo disse...

É mau demais o comentário de cima, aproveitar um homenagem mais que merecida a este grande senhor para vir destilar ódio contra a câmara municipal e os seus eleitos, ve-se mesmo que quem anda à deriva é o senhor ou senhora. Olhe aguente-se e espere que encontre o seu caminho e principalmente a sua paz de espírito.

Francisco Tata disse...

Por favor haja respeito pela memória de um HOMEM que tanto deu ao Alandroal. Claro que há cultura, claro que há responsáveis, claro que algo tem sido feito. Eu apenas dê uma sugestão....
Chico Manuel

Anónimo disse...

Quem o conheceu sabe que o dito não estaria nem está de todo preocupado com quem contesta e diz verdades, não utilizem a memória de quem sempre se bateu pela verdade e por valores para se desculparem do que não é desculpável.
E o que o chateava a incompetência e a saloiada.

Anónimo disse...



OBS.


Na senda do primeiro comentário apresentado, no Al tejo,poderia acrescentar algo mais ao papel de intervenção cultural, através do Cinema, que teve o Senhor Domingos Peças no Alandroal.

Foi um papel extraordinário na medida em que não deve ter olhado, nem lá perto,só aos benefícios e aos lucros e, na medida em que dinamizou e soube incorporar-se "no muito pouco" de animação cultural que, então, existia e havia de visível na sua época que durou e foi permanecendo,década após década.

Por isso, acho justíssima a Homenagem, assim como julgo que seria indispensável a presença do Alandroal em Monforte.
Nem que mais não fosse para dizer umas tantas palavras de justo e reconhecido agradecimento.

Alguém no Alandroal pode esquecer o "alvoroço bem-vindo" do Sr. Domingos Peças a andar de rua em rua, de altifalante em punho,a anunciar bons filmes para a população ir ver, em noites de Verão, nos Casarões?

Alguém no Alandroal pode esquecer os filmes- alguns magníficos- que passavam na SARA.
Alguém poderá esquecer os inesperados cortes das fitas, ou até uma certa presença «de velada censura» da parte das autoridades, tipo gnr.
Um tanto atentatórias da Liberdade que o Sr. Peças (se)propunha em tudo o que fazia local e culturalmente acontecer.

Por outras palavras, alguém pode esquecer o papel de incansável Agente e divulgador da verdadeira e popular cultura, através do Cinema, que foi sendo assumido durante toda uma vida pelo Sr. Domingos Peças?

Se assim não suceder (vou directo aos termos) é porque no Alandroal alguém está ainda na idade das trevas, sem desculpas e sem justificação para marcar como devia presença nesta homenagem.

Termino já e apenas com meia dúzia de palavras:
O Sr. Domingos Peças foi, para todos nós, uma marcante «referência cultural».
E pelos vistos, podemos agora dizê-lo, humanisticamente insubstituível.

Sem este o seu papel de sujeito activo da cultura, não tenho duvidas em dizer que a nossa formação teria sido e seria hoje ainda mais pobre.

Honra seja à sua memória!

A minha repetida Homenagem a um Homem da Cultura e da Arte do Cinema que soube deixar-nos, aliás, o(s)filho(s)agradecido que nos deixou.

Mais uma prova que soube ser um mestre da vida. De si, dos que o rodeavam de perto, e dos outros.

Servindo-(nos)dedicadamente o melhor Cinema. Essa Arte completa em que os portugueses, em tempos passados, também já foram necessária e socialmente muito bons.


Melhores saudações


Antonio Neves Berbem

Anónimo disse...

O comentário das 00,17 de hoje desenha, na plenitude, o estilo de quem o escreveu.

DOMINGOS MARIA PEÇAS, donatário da muita cultura projectada e usufruída por várias gerações da Terra Alandroal, não merecia assim ser envolvido neste espaço que o Sr. Administrador criou para elevação, e muito bem, do grande homem que foi Domingos Peças.

O concelho está parado, na cultura e em tudo...QUEM FORAM OS CAUSADORES?

Assim não, senhor.

Porque assim manifesta PREMEDITADA IGNORÂNCIA.

Que para sempre prossigam nos pensamentos de quem os viveu, os momentos culturais que o senhor DOMINGOS PEÇAS nos proporcionou.

Parabéns Sr. Administrador

Boa Noite

Anónimo disse...

"O concelho está parado, na cultura e em tudo...QUEM FORAM OS CAUSADORES?

13 maio, 2015 23:18"

Com todo o respeito tenho que lhe responder.
Os causadores tem sido os muitos Autarcas que nos tem governado e governam no presente, e que pelos vistos lhes falta estrutura e denotam uma grande falta de preparação, principalmente sensibilidade e prática cultural, como é que a podem entender ou promover?
Aconteceu como se sabe ali para os lados do forum cerca de dois anos de Cultura bem organizada porque um autarca teve a inteligência de ali colocar um profissional do assunto e como tal houve trabalho,deu resultados, deu frutos, só não viu quem não quis, ou por motivos políticos ou simplesmente por falta de interesse, mas se um fez bem, outro logo desfez e continuamos culturalmente como há 40 anos atrás. Antes nem tínhamos uma sala de espetáculo digna tipo Forum , agora temos, o que falta então?????
Eu também sei a resposta a esta interrogação, mas teria que usar palavras fortes embora assertivas, que a boa educação e respeito por este excelente espaço de divulgação não me permitem prenunciar.

Um Santo dia para todos e todas.

Anónimo disse...

É bonito que se gere em torno do nome do Sr. Domingos Maria Peças um tão grande número de comentários. Descontando alguns oportunismos de ocasião, que mais terão que ver com a situação política actual, todas as opiniões são de homenagem à memória do homem que, ao arrepio dos tempos, trouxe ao Alandroal momentos a que os alandroalenses não estavam habituados. O Sr. Domingos Maria Peças, exibiu na nossa terra, tudo o que era possível exibir, levando em conta os tempos que então se viviam. Assim, nós aguentámos autênticas pepineiras cinematográficas ao mesmo tempo que assistimos a filmes que ainda hoje são o supra sumo do cinema. Houve de tudo. E embora o saldo tenha sido largamente positivo, é bom lembrar que aquele era o ganha pão do homem. E foi assim que criou nove filhos. (li isto num comentário dum familiar aqui acima)
E como isto das conversas é como as cerejas - atrás duma vem sempre outra - é verdade que o Domingos Maria Peças abandonou uma próspera fábrica de panificação para se dedicar à exibição de cinema?
Se for verdade, acrescento mais uma estrela à cinco que ele já tinha no meu conceito.

Um admirador